google-site-verification: google9acdb71a420a32be.html

Martinho Luthero Hasse de Lagoa Vermelha RS

Martinho Luthero Hasse
Pastor

1919 - 2004

Ir para o conteúdo







1919 - 2004




Martinho Luthero Hasse

Pastor, poeta, compositor, escritor e tradutor.

Nasceu em Lagoa Vermelha, RS, em 31 março de 1919. Faleceu em 3 de abril de 2004 em
Curitiba, PR, Brasil.

Seu pai era Rodolpho Frederico Hasse, nascido em 5 de maio de 1890 em Cortado,
Cachoeira do Sul, RS, Brasil (Pastor do Sínodo Evangélico Luterano, atualmente Igreja
Evangélica Luterana do Brasil), falecido em 2 de agosto de 1968, no Rio de Janeiro, Brasil.

Sua mãe, Maria Carolina Gomes Soares, nascida em Porto Alegre, RS, Brasil em 21 de maio
de 1890 e falecida em 21 de agosto de 1980.

Martinho Luthero Hasse foi casado com Vilma Mückenheim durante 61 anos. Tiveram 7 filhos:

1º Martinho Luthero Hasse Filho

2º Vilma Inês Hasse Garcia

3º Renata Dorotéia Hasse (Falecida)

4º Ligia Madalena Hasse Albrecht

5º Jaime Roberto Hasse (Falecido)

6º Marta Regina Hasse

7º Ângelo Donato Hasse

Martinho Luthero Hasse se formou em teologia em 1943 em Porto Alegre, no Seminário Concórdia,
e recebeu chamado para a Cidade de Joinville, no Estado de Santa Catarina.

Em 1949 ele saiu de Joinville porque pegou malária para a qual, na época, ainda não havia cura.

Então foi afastado do ministério para cuidar de sua saúde. A Igreja o enviou a Curitiba com a familia
porque o clima de altitude era melhor para enfrentar a doença e pediu que ele traduzisse a dogmática
cristã, pois ele também não queria ficar sem uma ocupação.

Nessa época, em Curitiba, não havia nenhuma Congregação da IELB.

Simultaneamente, pessoas vieram do interior paranaense para Curitiba, e, sabendo que havia um pastor lá,
procuraram por ele e pediram assistência religiosa; então ele começou a fazer cultos na sala de sua casa.

E foi assim que começou a Congregação Santíssima Trindade.

Nessa altura, foi descoberta a cura para a malária, no quinino. E ele se curou!
E continuou fundando Congregações em Curitiba e no interior.

Quando se aposentou, ja tinha fundado 8 Congregações em Curitiba e chamado 8 pastores.

Viveu ainda 10 anos em Curitiba depois de aposentado, mas continuou a compor hinos e poesias
até pouco antes de seu falecimento.

Foi pastor da Igreja Evangélica Luterana do Brasil durante 50 anos, de 1943 a 1993.

Durante toda a sua vida, sempre se destacou como poeta, músico, compositor e tradutor, tendo escrito e
traduzido mais de 400 hinos.

No Hinário Luterano constam mais de 80 hinos de sua autoria. Além dos hinos, compôs também músicas
sertanejas e gaúchas, usando opseudônimo de Martinho Lagoano,
em homenagem a sua cidade natal, Lagoa Vermelha.




Os pais do pastor Martinho Luthero Hasse





                                      

Maria Carolina Gomes Soares                                             Rodolpho Frederico Hasse











Copyright © 2020: Proibido qualquer tipo de cópia ou reprodução, sujeito à multa
Voltar para o conteúdo